As movimentações financeiras e o caixa da empresa

Recurso financeiro é o conjunto de todas as entradas no caixa da empresa. Os recursos financeiros com disponibilidade imediata são os recebimentos disponíveis para utilização pela empresa em suas operações. Esses recursos são, geralmente, entradas em dinheiro, cartões e cheque à vista. Outra forma de recursos financeiros são os com disponibilidade futura, caracterizados por recebimentos que estarão disponíveis NO FUTURO para serem utilizados pela empresa. São, geralmente, entradas de caixa em forma de cheque pré-datado, cartão de crédito e débito, duplicatas e as vendas a prazo anotadas no caderno (fiado ou pendura).

As movimentações financeiras consistem em:

  • Entradas de Caixa são todas as receitas de valores no caixa da empresa resultante da venda de bens ou serviços, venda de máquinas e equipamentos, empréstimos ou financiamentos.
  • Saídas de Caixa são todos os pagamentos realizados com recursos do caixa. Pode ser um pagamento para um fornecedor, um vale para o funcionário ou qualquer outro tipo de despesa.

É imprescindível que todas as movimentações financeiras da empresa sejam registradas e controladas. Uma das principais formas de geração de caixa da empresa é a operacional. Para Hoji (p.38, 2009) caixa operacional é o resultado de caixa gerado pela operação (negócio).

Existem outras formas de geração de caixa:

  • Empréstimo e financiamento: aporte realizado por um terceiro, como por exemplo, os bancos.
  • Integralização de capital social: aporte realizado pelo(s) sócio (s) da empresa.

Portanto o caixa gerado por meio de operação é o mais importante, pois o recurso geralmente pertence definitivamente à empresa e não há necessidade de devolvê-lo. Este recurso permanece no caixa da empresa e é denominado “entrada de caixa” (HOJI 2009).

Outra movimentação usual no caixa da empresa é a “saída de caixa”, são todos os pagamentos realizados com o recurso financeiro do caixa, podendo ser o pagamento de um fornecedor ou um vale de funcionário.

Observe abaixo uma figura que ilustra algumas das principais movimentações financeiras que geram impactos no Caixa de uma empresa:

(Adaptado de Curso Práticas de Departamento Financeiro)

 

Pela própria figura é possível identificar que as saídas são em maior quantidade que as próprias entradas, gerando uma tendência ao descontrole financeiro. Por isso, o profissional da área de finanças precisa ter o controle acirrado tanto dos movimentos imediatos quanto os futuros e agir antecipadamente a possível falta de recursos. Dessa forma a área financeira não precisará de profissionais “bombeiros” aqueles que somente apagam incêndios.

 

Fonte: adaptado da apostila do curso de Fluxo de Caixa- IBDEC