05 conceitos fundamentais para formação de preço

O ambiente competitivo em que as organizações estão inseridas atualmente e o aparecimento de novas tecnologias conduzem as empresas a rigorosa gestão de custos, em busca de aumentos de produtividade e redução de custos na gestão de seus negócios.

Faz parte da eficiência empresarial uma gestão estratégica de custos com atento controle e adequação da estrutura de custos e preços de vendas, assegurando obtenção de lucros e alcance dos objetivos previamente traçados.
Nas tomadas de decisão que visem sustentabilidade, perenidade e competitividade do negócio, é evidente a importância de analisar condições de mercado para direcionar a definição de preços.

 

Como determinar o preço de um produto/serviço?

A maior dificuldade em determinar o preço de seus produtos ou serviços é exatamente a grande influência do mercado. As empresas devem levar em conta o poder aquisitivo da população, qualidade, oferta e alternativas de escolha em função de suas preferências.

O mercado exige que as empresas ofereçam produtos e serviços de qualidade com um preço que o consumidor esteja disposto a pagar. Mas também, os preços devem ser suficientes para cobrir todos os custos e despesas, e de conter margem suficiente para retorno sobre o capital aplicado.

A correta aplicação de preço é fundamental para que sejam mantidas ou ampliadas as participações da empresa no mercado.

Além de saber administrar corretamente os custos em sua empresa, é necessário que o administrador financeiro também saiba como definir adequadamente o preço de venda dos produtos ou serviços da empresa.

Confira os principais conceitos para a determinação de custo e preço.
 

Os 05 Conceitos Fundamentais

 
Aqui, explicaremos os conceitos básicos relacionados ao tema:
 

Gastos: o termo é usado para definir transações financeiras nas quais a empresa utiliza recursos ou assume uma dívida em troca da obtenção de algum bem ou serviço. Gasto é um conceito abrangente e pode englobar os demais itens. O gasto pode estar definido como investimento ou como consumo.

É importante destacar aqui que gasto não é sinônimo de desembolso, pois o ato do pagamento (desembolso) pode acontecer em momento diferente do gasto. Por exemplo, se for efetuada uma compra de material com 60 dias de prazo para o pagamento, o gasto ocorrerá imediatamente, mas o desembolso só ocorrerá 60 dias depois.

 

Investimentos: são gastos que beneficiarão a empresa em períodos futuros. Pode citar como exemplo as aquisições de ativos como novas máquinas e equipamentos. Nesses casos, por ocasião da compra, a empresa desembolsa recursos, visando a um retorno futuro sob a forma de produtos fabricados. Convém salientar que o uso ou o respectivo desgaste das máquinas e o consumo dos estoques no processo fabril são considerados como custos de fabricação.

 

Despesas: expressam o valor dos bens ou serviços consumidos direta ou indiretamente para obtenção de receitas, de forma voluntária. Esse conceito é utilizado para identificar os gastos não relacionados com a produção, ou seja, os que se referem às atividades não produtivas da empresa. Geralmente, esses gastos são classificados como despesas comerciais, despesas administrativas, despesas financeiras e outras. Exemplos: salários e encargos sociais da equipe de administração (despesas administrativas), juros bancários pagos (despesas financeiras), propaganda (despesas comerciais), etc.

 

Custos: são os gastos efetuados no processo de fabricação dos produtos ou prestação de serviços. No caso industrial, são os fatores utilizados na produção, como matérias primas, gastos com mão de obra dos operários da fábrica, aluguel do galpão, etc.

 

Perdas: as perdas possuem característica de anormalidade e involuntariedade; não é um sacrifício feito com intenção de obtenção de receita. Exemplos comuns: perdas com incêndios, gasto com mão-de-obra durante um período de greve.

 

Texto retirado da apostila do curso Gestão de Custos Formação de Preços
 

O Instituto Brasileiro de Desenvolvimento e Educação Corporativa (IBDEC) foi fundado em 2006, com o intuito de gerar maiores oportunidades de desenvolvimento e crescimento para profissionais e empresas. Através de projetos e cursos diferenciados, nossa escola permite ao aluno vivenciar em sala de aula aquilo que fará em sua atividade profissional, utilizando exercícios práticos, dinâmicos e reais. Contamos com uma ótima qualidade de ensino, material didático próprio feito por nossos professores, e uma vasta experiência de ensino.

Siga o IBDEC em nossas Redes Sociais e fique por dentro de todas as novidades! 

Facebook: https://www.facebook.com/ibdec/
Instagram: https://www.instagram.com/ibdeccursos/ ou procure por @ibdeccursos
LinkedIn: https://www.linkedin.com/company/ibdec/
Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCLfHXSTHJ9LqH09sQlhVDwg

 

Contatos IBDEC: 

(19) 99470-3998
Rafaela Viel

(19) 99140-3422
Luciana Pilon

(19) 3381-0800
cursos@ibdec.net